Notícias


Na direção certa

Na direção certa

Prolongamento da avenida Presidente Vargas é apontado como o caminho natural do desenvolvimento urbano para o eixo Ribeirão Preto-Bonfim Paulista. 

Se existe um ponto de Ribeirão Preto que representa a grande onda de desenvolvimento que vem tomando conta da cidade nas últimas duas décadas, esse ponto é a avenida Presidente Vargas, que começa junto à região central e se estende por toda a Zona Sul. No trecho que vai do cruzamento com a avenida Nove de Julho — marco inicial da Vargas — até o Anel Viário Sul, formou-se um importante corredor urbano cuja maior vocação é o comércio e os serviços, uma tendência reforçada pelas presenças do Ribeirão Shopping e de imponentes prédios corporativos. “Podemos definir a Presidente Vargas como o principal vetor de negócios de Ribeirão Preto. É uma espécie de ‘Avenida Paulista’. Um detalhe: por toda estrutura que a avenida oferece, seu entorno também é muito beneficiado, inclusive com a valorização dos imóveis que ali estão”, explica Jader Maciel Pinto, diretor da imobiliária Mercado de Imóveis.

Para João Paulo Fortes Guimarães, que também é especialista no assunto, a avenida Presidente Vargas consolidou seu status de condutora de desenvolvimento. “Um exemplo disso é o vetor de crescimento de Bonfim Paulista. Nesse caso, a rodovia José Fregonesi, que é o prolongamento da Presidente Vargas, é a grande referência para uma série de empreendimentos de alto padrão que vêm sendo implantados de forma planejada e organizada, dentro do mais absoluto respeito ao Plano Diretor”, observa o diretor da imobiliária Fortes Guimarães.

Além do Anel Viário 
O trecho que corresponde ao prolongamento da avenida Presidente Vargas começa no Anel Viário Sul e segue até a rodovia Antônio Machado Sant’anna. No meio do caminho está Bonfim Paulista, que hoje é uma das regiões mais valorizadas da cidade. Trata-se de um imenso bairro de Ribeirão Preto, dentro da Zona Sul. Por estar localizado a cerca de 4 km da área urbana considerada mais efervescente, Bonfim Paulista possui algumas particularidades. Em sua região mais central, predomina o clima tranquilo típico das pequenas cidades do interior, em meio a uma boa estrutura já implantada. Ao redor, uma série de modernos projetos, predominantemente residenciais, forma um ambiente mais progressista que contempla a qualidade de vida dos moradores.

Região atrativa 
Essa combinação de fatores vem estimulando grandes incorporadoras e construtoras a investir em lançamentos no local. Um deles é a proximidade com a futura extensão da avenida João Fiusa, que já reúne vários empreendimentos de alto padrão, como Vila Europa, Reserva Santa Luisa, Colina do Sabiá, Country Village e, mais recentemente, o Olhos D’água, além de muitos outros condomínios. A interligação entre os prolongamentos da Vargas e da Fiusa está prevista no Plano Diretor, assim como a interligação com o sistema viário da Vila do Golfe, onde está sendo construído o Shopping Center Iguatemi e onde já existe uma série de outros projetos implantados no entorno do Ipê Golf Club, entre eles, uma unidade do Liceu Albert Sabin. O eixo de extensão da Vargas ainda representa o principal acesso a importantes residenciais, como Terras de Santa Martha, Alphaville, Royal Parque e Buona Vitta, entre outros.

Funcionalidade 
O prolongamento da avenida Presidente Vargas também possui fácil acesso a universidades, supermercados, postos de abastecimento, padarias, farmácias, entre outros tipos de comércio e de serviços. O trecho é plenamente atendido pelo sistema de transporte coletivo. Até um centro médico de ponta está sendo construído na região. Para se ter uma ideia, só na primeira fase de obras do Hospital Unimed Ribeirão, serão investidos R$ 44 milhões. Inicialmente, a unidade contará com 100 leitos de internação, 20 leitos de UTI e cinco centros cirúrgicos. Além disso, terá uma unidade de pronto atendimento de urgência e emergência, serviço de diagnóstico por imagem, exames gráficos, serviço de oncologia, laboratório, fisioterapia e reabilitação. Nas fases seguintes serão construídas mais uma unidade de internação, uma sede administrativa e um Medical Center.
Segundo o Percival Martinelli, coordenador da construção do Hospital Unimed, o Hospital está sendo implantado em uma área de 22 mil m². “O terreno está localizado entre duas importantes vias de acesso a Ribeirão Preto — no entroncamento do Anel Viário Sul com o prolongamento da avenida Presidente Vargas — e próximo à avenida João Fiusa. É uma área em franca expansão e a construção do Hospital já está ajudando a alavancar o desenvolvimento da região”, explica.

Ponto de vista 
As boas perspectivas são confirmadas pelo economista Antônio Vicente Golfeto, do Instituto Maurilio Biagi, da Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto (ACIRP), que aponta a localização como um grande atributo. “É a localização privilegiada, a sequência de bairros historicamente residenciais que faz da Zona Sul uma área nobre”, aponta. Golfeto ainda observa que o vetor de crescimento de Bonfim Paulista, norteado pela Presidente Vargas, é, em termos urbanos, uma espécie de ponte que alcança o núcleo urbano de Cravinhos. Para o economista, por suas características, a Zona Sul continua sendo uma boa oportunidade de investimento. “É uma ótima opção que ganha força na medida em que o mais forte concorrente do mercado imobiliário, o mercado financeiro, oferece retorno cada vez menor em decorrência da redução da taxa básica de juros”, conclui Golfeto.

 

* Publicado em 06/06/2012 na revista Revide, de Ribeirão Preto