Notícias


Na rota do luxo

Na rota do luxo

Segundo o ibge, Ribeirão Preto tem o 30º maior Produto Interno Bruto (PIB) do país e o 11º do Estado de São Paulo.

 

Segundo levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) referente a 2010 e divulgado recentemente, Ribeirão Preto tem o 30º maior Produto Interno Bruto (PIB) do país e o 11º do Estado de São Paulo. A pesquisa aponta um valor de R$ 17 bilhões. Em comparação com o ano anterior, quando o montante era de R$ 14,6 bilhões, o crescimento foi de 15%, um número bem acima do aumento médio contabilizado no país, de 7,5%. Economistas acreditam que as próximas pesquisas devem demonstrar que as estatísticas continuam em ascensão, comprovando que o ribeirãopretano possui um alto poder aquisitivo. Este dado ajuda a explicar porque, nos últimos anos, os produtos de luxo ganharam destaque no mercado local.

Entre os principais objetos de desejo da população em geral, um dos mais cobiçados é um espaço onde se possa viver bem, com o máximo de conforto, praticidade e segurança. Assim, os empreendimentos de alto padrão fazem sucesso e movimentam o setor da construção civil. Nos últimos seis anos, foram lançados 136 residenciais verticais no município. Desses, 19 podem ser definidos como de luxo, ou seja, 14% do total. Os dados são da Mercadotecnia. 

João Paulo Fortes Guimarães, diretor comercial da imobiliária Fortes Guimarães, também possui dados importantes que comprovam essa tendência ao luxo. “A expansão do mercado de alto padrão em Ribeirão Preto é indiscutível. Nos últimos três anos, de acordo com nossos estudos, o segmento cresceu, em média, 20%. Acredito que esse público já representa 10% do total do mercado, o que reflete uma fatia bastante significativa”, revela. Ainda segundo João Paulo, os lançamentos com esse perfil continuam, predominantemente, instalados na zona sul e a expectativa para 2013 é extremamente positiva. “O setor ganhará importantes reforços ainda este ano. O público pode esperar projetos arrojados, que trazem requinte e sofisticação máxima”, adianta o diretor. 

Há 28 anos trabalhando na construção civil, José Renato Magdalena, diretor da Copema, acompanha de perto essa evolução. “O grande anseio das pessoas em relação ao alto padrão é a diferenciação. O que muda, de tempos em tempos, são os conceitos ligados a essa exclusividade. Por isso, a inovação e o constante aprimoramento são premissas básicas da Copema”, enfatiza. Especialista no assunto, José Renato reforça que a qualidade apresentada precisa ser tangível e facilmente percebida pelo público. Para isso, a empresa deve estabelecer a cultura da excelência nos processos, começando pela mão de obra experiente e qualificada, apta a executar a obra projetada, e pela matéria-prima de primeira linha.

A Habiarte também está entre as construtoras que investem em empreendimentos do segmento de alto padrão. “A receita de sucesso é investir na qualidade de vida dos futuros moradores. O ser humano anseia por isso. Quer estar em um local espaçoso, arejado, bem iluminado, confortável e aconchegante. Esses itens descrevem bem o alto padrão, o requinte e a sofisticação”, esclarece Teresa Cristina de Souza Lima, diretora de planejamento da Habiarte. Em todos os projetos, a construtora realiza pesquisas de mercado, estabelecendo as inovações necessárias e agregando valor aos produtos através de uma fórmula clássica e atemporal. Assim, os residenciais entregues ao mercado continuam contemporâneos, mesmo com a passagem dos anos.

A Stéfani Nogueira Incorporação e Construção tem uma atuação consolidada nessa área. “Para atender a essa demanda, elevamos o padrão dos nossos produtos e seus diferenciais. Constatamos que suprir as necessidades dos consumidores, superando as expectativas a cada lançamento, é o que torna o empreendimento verdadeiramente especial”, opina o diretor de incorporação, Pedro De Stéfani Nogueira. 

Entre os destaques do portfólio da construtora, Pedro cita o Acrópole Sul, localizado no Jardim Botânico. Um dos pontos fortes do projeto é a personalização da planta. “Os clientes de alto padrão gostam de poder customizar o apartamento. Assim, os espaços ficam sob medida para cada família”, conclui Pedro.

Luxo para todos os gostos 

Importantes grifes estão presentes na cidade, principalmente do universo de moda. No segmento de veículos, essa realidade fica ainda mais evidente. Basta checar o expressivo volume de vendas registrado em concessionárias de marcas como Audi, BMW, Mercedes e Porsche, só para citar algumas. Os serviços premium também fazem sucesso por aqui, como no ramo da gastronomia. “Vale ressaltar que essa realidade não reflete apenas uma questão financeira. Ribeirão Preto pode ser definida como cosmopolita. As pessoas são bem educadas, têm conhecimento, visitam o exterior e estão em contato com o que há de melhor. Como a cidade é um polo regional, acaba influenciando o comportamento em diversas cidades. Portanto, a alta demanda por produtos e serviços refinados também está diretamente atrelada ao aspecto cultural”, indica Silvio Passarelli, especialista em luxo e cultura e diretor da Faculdade de Artes Plásticas da FAAP.

 

* Publicado em 31/01/2013 na revista Revide.